fechar
Personal Branding

Não vou competir com ninguém… Eu sou única!

Não vou competir com ninguém… Eu sou única!

Durante os preparativos para a tive a grande honra de conhecer a , mercadóloga, Personal Brander e co-fundadora da , primeira agência de Personal Branding do México e América Latina.

Adoro ler os conteúdos que ela e seus sócios compartilham em seu , e , principalmente as Lives, que além de serem extremamente divertidas, existe muita troca de ideias e conhecimento.

Dito isto quero anunciar que uma vez por mês vou postar um artigo do Blog da Integra aqui e espero que seja útil para você assim como tem sido para mim.

O artigo que escolhi para compartilhar desta vez é o

Vamos lá?

Quando você está consciente sobre a sua marca pessoal e sobre a sua proposta de valor, definitivamente ninguém compete com os outros.

No entanto, se você não tem clareza sobre esses pontos, você sempre estará competindo com todo mundo a todo momento.

Neste contexto também entra as famosas comparações para saber quem é melhor, quem é pior e outras tantas bobagens que as pessoas encontram para se enganar.

Já reparou que sempre tem aquela pessoa que diz frases como por exemplo “Se eu tivesse dinheiro, poderia estudar mais” ou “Meu dia precisaria ter 50 horas para eu conseguir dar conta de tudo”. Isso é o que muitos fazem ao invés de tomar as rédeas de suas vidas e fazer o que querem e como querem.

Sempre é mais fácil responsabilizar os outros por aquilo que não conseguimos realizar ou ainda simplesmente permanecer em nossa zona de conforto, com preguiça de nos conhecermos, de saber sobre o que fazemos diferente dos demais. Ser diferente não se trata nunca de se sentir melhor ou pior que alguém.

Quem sabe o que o torna único jamais se compara! Foca em seu caminho e cumpre seus objetivos.

Ainda que muitos façam isso, não existe uma maneira de comparar uma pessoa com outra, nem física, mental ou profissionalmente, cada pessoa é única e inigualável. Assim como não existe uma impressões digitais iguais, não existem pessoas iguais.
Então, o que nos torna único?

É simples, cada um de nós temos características particulares, com atitudes, características físicas, emocionais, sentimentos, histórias de vida, formação, trajetórias e etc.

Se pararmos para pensar em cada uma destas características, encontraremos o que nos torna diferentes dos demais.

Preparado para refletir sobre você e se conhecer melhor?

Então busque responder as perguntas que farei a seguir, inclusive se você quiser anotar suas respostas será melhor ainda, assim você poderá fazer uma comparação sobre a sua percepção sobre você mesma daqui alguns meses.

  • 1) Como sou fisicamente?
  • 2) Tenho alguma característica física especial?
  • 3) Onde estou? De onde venho?
  • 4) Como me comporto diante momentos difíceis?
  • 5) Sou uma pessoa alegre? Divertida? Introvertida? Extrovertida? Prática?
  • 6) Quais são os meus valores? Em que acredito?
  • 7) Qual é a minha ideologia, a minha maneira de pensar?
  • 8) Qual é a minha história de vida?
  • 9) Quais foram as experiências mais importantes que tive e porque elas foram importantes?
  • 10) O que mais me dá motivos para sentir orgulho de mim?
  • 11) Qual é a minha profissão e a minha paixão? Qual a relação entre elas?

E assim poderíamos continuar com muitas outras perguntas que nos ajudam a identificar o que nos torna especiais, nossa diferença em relação aos demais, mas também sobre quais são as nossas metas, objetivos, sonhos e saber claramente cada um deles vai nos ajudar a planejar nossa estratégia a fim de os cumpri-las.

Eu não vou competir com ninguém, sou única!

Se eu sei o que me torna diferente e o que posso oferecer de maneira clara, crio minha própria estrada.
Sou um ser único e especial, com meu próprio conjunto de talentos e capacidades, ninguém pode fazer as coisas exatamente como eu faço. Não existe competição nem comparações possíveis.

Não vou competir com ninguém que não seja eu mesmo para ser a minha melhor versão.

Meus comentários sobre este artigo

Não sou especialista em Personal Branding, mas como já estudo e busco aplicar muitas técnicas na minha marca pessoal, tomo a liberdade de fazer alguns comentários que podem complementar o artigo publicado pela Integra.

Recentemente aprendi a diferença entre objetivos e metas. Parece a mesma coisa, mas não é.

Ao ler o livro , escrito por Charles Duhigg, entendi que existe uma diferença.

Resumidamente, o objetivo é considerado algo maior, como por exemplo querer emagrecer.
As metas por sua vez se refere ao que pretendo fazer para conquistar meu objetivo, como por exemplo: frequentar academia 4 vezes por semana, fazer exames para verificar se está tudo bem com minha saúde e buscar uma nutricionista para me ajudar a manter uma dieta que funcione.

Fazer planejamento é importante para todas as áreas de nossa vida e considerar objetivos e metas faz parte para tornar nossa vida mais plena.

Agora, se trazermos este conceito para o Personal Branding, reflita sobre quais são as suas metas e objetivos.

Então além de você pensar nas questões que foram feitas neste artigo, vá além, pense em como você quer ser reconhecido e sobre o que precisa realizar para atingir esse objetivo.

Vale a pena lembrar que nossos objetivos podem mudar, isso é natural, mas a partir do momento que temos clareza sobre o que queremos fazer e como fazer, fica mais fácil colocar nossos planos em ação.

As empresas preparam seus planos de curto, médio e longo prazo. E com a nossa marca pessoal não é diferente. Aproveite para refletir sobre o seu futuro e sobre como você pode tornar esses planos realidade.

Compartilhei alguns artigos aqui falando sobre Marca Pessoal (como as pessoas me vêem) e Personal Branding (processo de gestão da marca pessoal) e aproveito para recomendar algumas leituras para você:

Conclusão

Independente da sua idade, sexo ou de qualquer coisa, saiba que todos temos uma marca pessoal, a diferença é que alguns sabem desenvolvê-las melhor que os outros.

Então se você quer potencializar suas oportunidades pessoais e profissionais, invista no autoconhecimento e na sua estratégia de desenvolvimento pessoal. Dá trabalho, mas o retorno é garantido e satisfatório.

Gostou do artigo?

Então lembre-se de compartilhar com seus amigos e adoraria receber o seu comentário!

Um abraço e até a próxima.

Tags : AutoConhecimentoCarreiraMarca PessoalPersonal Branding
Priscila Stuani

Autora Priscila Stuani

Graduada em Marketing (UAM), Pós-graduanda em Neurociência aplicada à educação (UAM). Depois de atuar no mercado de serviços B2B por 7 anos, me tornei facilitadora do aprendizado, faço a interface entre o aluno e a teoria/prática. Também estou focada em apoiar profissionais no processo de criação de posicionamento no ambiente digital através do conteúdo para blogs e redes sociais.
  • fulanodigital

    Obrigado por compartilhar conhecimento. Importante o toque sobre diferenciar Metas e Objetivos.
    Auto conhecimento é o meu maior desafio atualmente.
    Parabéns pelo Blog.